Governo federal libera recursos para obras de asfalto em Dourados

         O Ministério da Integração Nacional pagou a terceira parcela de recursos empenhados para obras de asfalto em Dourados. O valor liberado é de R$ 2 milhões, destinados à execução de pavimentação asfáltica e drenagem de águas pluviais em diversos bairros de Dourados. O recurso é fruto de emenda articulada pelo deputado federal Geraldo Resende no Orçamento Geral da União/2011 e direcionado para o Governo do Mato Grosso do Sul, responsável pela obra.
         A gestão foi trabalhada desde o início pelo deputado Geraldo Resende. O valor total do recurso é de R$ 9,9 milhões e a contrapartida do Governo do Estado é de R$ 2 milhões, totalizando investimento em infraestrutura urbana em R$ 12 milhões.
         Os recursos liberados são referentes ao pagamento de obras asfalto nos bairros Vila São Braz e Parque das Nações II (setor 1), Altos do Indaiá Jardim Oliveira I Jardim Oliveira II, partes da Vila Vieira, Vila Industrial, Vila Martins e corredor público (setor 2). Algumas dessas frentes de asfalto já foram concluídas, enquanto que outras estão em andamento e poderão ser agilizadas com a liberação desses recursos.

         "Essas obras são importantíssimas, porque proporcionam uma melhora na qualidade de vida e no desenvolvimento dessas localidades. Afinal, o bem-estar social está ligado diretamente à passagem do asfalto e o fim do acúmulo de águas de chuva nas portas das casas. Por fim, é fundamental na valorização do imóvel e melhoria o aspecto visual das casas", afirma Geraldo Resende.
         Os bairros da periferia de Dourados têm recebido já algum tempo uma atenção especial do deputado Geraldo Resende, especialmente, para assegurar recursos em infraestrutura urbana. "Com a chegada do asfalto novo nesses bairros, vamos acabar de vez com os recorrentes problemas respiratórios que crianças e idosos sofrem com a terra e a poeira. Além disso, as obras para a implantação de drenagem de águas pluviais são primordiais para dar destinação correta a água da chuva, evitando a lama e alagamentos que tanto trazem prejuízos aos moradores", afirmou Geraldo Resende.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados