Prefeitura elimina lixão e moradores voltam a jogar resíduos no mesmo lugar

A Prefeitura de Dourados, através da Semsur (Secretaria Municipal de Serviços Urbanos), intensificou as ações de limpeza e roçada nestas duas últimas semanas de 2015, já que as chuvas acima da média fizeram a demanda pelo serviço aumentar bastante. Um desses trabalhos é a eliminação de lixões. No entanto, além do trabalho de município, é preciso que a população colabore para que a cidade se mantenha limpa.

Um exemplo é a eliminação do lixão que ficava próximo ao Clube Indaiá. A Prefeitura realizou a limpeza na semana do Natal, fazendo que o espaço ficasse totalmente limpo, eliminando o amontoado de lixo. No entanto, em apenas uma semana, moradores voltaram a jogar resíduos ilegalmente no mesmo espaço e está novamente cheio de sujeiras que vão desde alimentos até sofás.
 
"A prefeitura tem feito sua parte, mas precisa da colaboração da população. Além dos danos ambientais e para a saúde de quem vive próximo a esses pontos, as equipes que são enviadas para fazer a limpeza por várias vezes, poderiam estar empregadas em outras atividades", relata o secretário de Semsur, Márcio Katayama.

Jogar lixo em vias públicas é considerado um crime ambiental previsto na Lei nº 9.605 de 12 fevereiro de 1998. Além da limpeza feita pela Semsur, a prefeitura ainda atua através do Imam (Instituto do Meio Ambiente) através de fiscalização contra aqueles que jogam lixo nas vias.

No entanto, para isso é importante o apoio da população com denúncias, que podem ser feitas através do através do 3428-0180 ou pelo email imam@dourados.ms.gov.br. A denúncia pode ser, inclusive anônima, no entanto é preciso fornecer dados como o local, veículo ou pessoa que está cometendo o crime para que o Imam consiga localizar o autor e adotar as medidas administrativas cabíveis. Fotos e vídeos do momento do crime, também ajudam.

Além do lixão do Indaiá, a prefeitura fez na semana do Natal a eliminação de um lixão às margens da Via Parque. A ação faz parte de uma intensificação das ações da Semsur nestas últimas semanas do ano. Este mês choveu acima da média, o que aumentou a demanda por serviços de roçada e limpeza.

De acordo com o Guia Clima da Embrapa Agropecuária Oeste, choveu 315 milímetros neste mês de dezembro, ou seja, quase o dobro do esperado para todo o mês que é de 176 milímetros. Com isso, a grama e o mato cresceram mais rápido que o habitual, aumentando a demanda e deixando as equipes de roçada e limpeza com o ritmo de trabalho comprometido já que não é possível executá-lo quando chove muito.

"Quando está nublado ou só garoando um pouquinho, a gente consegue trabalhar. Então, estamos aproveitando e colocando equipes em vários pontos da cidade, trabalhando de forma intensa para a limpeza e roçada", explica o secretário. As atividades atingem principalmente as margens dos córregos, canteiros e lixões clandestinos.

Às margens do Rego D'Água nas imediações do bairro Cachoeirinha, a chuva fez o córrego transbordar e, com isso, muita sujeira e terra foram parar no asfalto. Para acabar com o problema a Semsur realizou uma limpeza neste local na semana do Natal.

Desde segunda-feira (27), as equipes estão concentradas na área central da cidade para limpeza de canteiros. As atividades começaram entre a avenida Marcelino Pires e a rua Cuiabá, e seguem pela Weimar Torres durante esta semana do Ano Novo. "A gente só vai parar se chover muito e volta assim que der uma trégua, para manter a cidade limpa", ressalta o secretário.

Foto: Max Rocha

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados