CCR MSVia firma compromisso de plantar mais de 240 mil mudas


Ação de compensação florestal inicia em março com exemplares da Mata Atlântica e do Cerrado

Nesta sexta-feira (15/01), o Diretor-Presidente da CCR MSVia, Maurício Soares Negrão
​,​
assinou o termo de compromisso junto
​ ao​
Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, representado pelo Instituto do Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul – Imasul, na figura de seu Diretor-Presidente Jaime Verruck, que estabelece à Concessionária o local para o plantio de 241.161 mudas. A ação atende a uma cláusula do licenciamento ambiental estabelecido pelo Instituto Brasileiro Do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) que determina que a CCR MSVia faça a compensação florestal em razão da primeira fase das obras de ampliação e melhoramentos executados na BR-163/MS.

De acordo com o documento assinado, o plantio das mudas nativas do bioma Mata Atlântica e do Cerrado deverá ser iniciado em março de 2016, no Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema, em Ivinhema e no Parque Estadual das Nascentes do Rio Taquari, em Costa Rica, ambas indicações do Imasul.


"A escolha desses dois parques foi feita após a visita das equipes de Sustentabilidade e Meio Ambiente da CCR MSVia, considerando o bioma de cada um, bem como a área disponível para o plantio das mudas", explica Negrão.

"O plantio das mudas possibilita a duas importantes Unidades de Conservação Ambiental, o Parque das Várzeas do Rio Ivinhema e o das Nascentes do Rio Taquari
​,​
uma significativa ampliação da flora nativa. A escolha foi estratégica, garante maior diversidade a biomas distintos e amplia nosso papel na proteção dos recursos naturais", avaliou Verruck.

Ficará sob responsabilidade da Concessionária, além do plantio dos exemplares, a manutenção das plantas, como poda, limpeza, controle de ervas daninhas e eventuais reposições, por um período de 36 meses, contado a partir do mês subsequente ao da conclusão do plantio. A CCR MSVia também deverá garantir a qualidade das mudas a serem plantadas, bem como envolver instituições de ensino e pesquisa, indicadas pelo Instituto, nos projetos de recomposição florestal.

Para o Diretor-Presidente da Concessionária, a ação vai além do cumprimento da cláusula. "A preservação e conservação do meio ambiente são fatores que norteiam a política do Grupo CCR. Nossas ações são desenvolvidas para que o impacto ambiental seja o menor possível. Além disso, adotamos práticas sustentáveis como o reuso da água nas praças de pedágio e a utilização da iluminação de LED, além da separação de resíduos para reciclagem", afirma.


Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados