Força-tarefa contra o Aedes chega a quase 13 mil imóveis em Dourados

- A partir desta quarta outras cinco regiões da cidade estarão inseridas na "guerra" contra a dengue, leishmaniose, chikungunya e zika virus -

A Força-tarefa criada dentro do Plano de Ação Municipal para Contingência do Aedes aegypti 2016, pelo município de Dourados, visitou 12.690 imóveis em várias regiões da cidade, em uma semana. São mutirões que contam com equipes de agentes de endemias, soldados do Exército e voluntários que promovem uma verdadeira varredura em busca de prováveis focos do mosquito transmissor de dengue, leishmaniose, chikungunya e zika vírus. Além desse grupo, outras equipes atuam na limpeza dos imóveis, com vários equipamentos.
De acordo com o secretário de Saúde Sebastião Nogueira, que está à frente desse trabalho, a ordem dada pelo prefeito Murilo é cumprida à risca e os mutirões realizados pelo CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) estão atingindo os objetivos, que são sensibilizar e conscientizar a população da importância de manter limpos seus imóveis, para que não haja depósitos propícios à proliferação do mosquito e demais vetores.

A bióloga a bióloga Rosana Alexandre da Silva, coordenadora do CCZ, explica que nas visitas domiciliares feitas durantes os mutirões é feita a inspeção do imóvel, orientação aos moradores e eliminação e tratamento (com larvicida) dos focos e possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti. Ela informa ainda que nas ruas é feita a borrifação de inseticida, com o carro fumacê/leco, com o objetivo de eliminar a população adulta do vetor, Aedes aegypti, da região.
Durante toda a semana passada essa força-tarefa esteve nas regiões do Jardim Piratininga, onde atuou em mais de 3.500 imóveis; na região do Parque das Nações vistoriando mais de 3.700 imóveis; na região do Izidro Pedroso; onde trabalhou em mais de 3.300 imóveis e, no fim de semana a visita a outros 2.200 imóveis.  
Nova programação – A partir desta quarta-feira novos bairros farão parte dessa busca intensa por focos do Aedes aegypti, começando pela Vila Cachoeirinha, Vila Erondina, Vila Bela e BNH IV Plano. A concentração será na Escola Arthur Campos Mello (CEU da Vila Cachoeirinha). Na quinta-feira será a vez da Vila Rosa, Vila Índio, Altos da Monte Alegre e Vila Planalto, com local de encontro dos agentes na Unidade de Saúde da Vila Rosa.
Os mutirões seguem na sexta-feira com uma grande ação na região central da cidade tendo como ponto de concentração a Praça Antonio João e, no sábado um mutirão na Vila Alvorada e Jardim Tropical, com encontro dos agentes na Escola Estadual Reis Veloso. Com exceção do sábado, quando os trabalhos são realizados entre 7h e 13h, nos demais dias de semana as ações ocorrem das 07h as 11h e das 13h as 17h. Nesta segunda e terça os agentes farão as visitas de rotina.
A prefeitura alerta que o CCZ está atento e que a ordem é para notificar e multar os proprietários de imóveis que apresentam irregularidades, dentro do que prevê a Lei Municipal 2850 de 2006.  O CCZ esclarece ainda que durante a realização dos mutirões, são instalados pontos de vacinação antirrábica, com o objetivo de imunizar contra a raiva, a população canina e felina presentes naquela região.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados