Geraldo visita Reserva Indígena e ouve comunidade


O deputado federal Geraldo Resende esteve na manhã desta quinta-feira visitando vários locais dentro da reserva indígena de Dourados, que vem sendo alvo de reclamações de lideranças e da comunidade.
A área da saúde é a que mais tem causado insatisfação na população, por conta da precariedade do atendimento e a falta de estruturas.
A comitiva formada por funcionários da saúde, lideranças e o presidente do Conselho de Saúde Indígena, acompanhou o deputado em todas as visitas, apontando as irregularidades.
Os prédios onde funcionam as Unidades Básicas de Saúde (UBS) necessitam urgente de reforma. Apresentam infiltrações, estão com portas, janelas e vidros quebrados. Os sistemas elétrico e hidráulico também estão danificados, além de várias mobílias quebradas. Toda essa deterioração prejudica o atendimento e a qualidade do serviço prestado à comunidade, porque são feitos em locais impróprios e muitas vezes insalubres.
Membros da comunidade indígena também denunciaram falha no abastecimento de água em vários pontos das aldeias, Jaguapiru e Bororó. Até mesmo os postos de saúde já ficaram sem água.
Durante a visita, Léoson Silva, que é presidente do Conselho de Saúde Indígena entregou ao parlamentar uma cópia da ata da última reunião do conselho onde os membros relatam de forma detalhada todos os problemas vividos pela comunidade, em especial, na área da saúde.
"A situação está precária. É lamentável ver as pessoas sendo atendidas em salas com mofo, cadeiras quebradas, sem mínimas condições. Como liderança tenho cobrado soluções, mas não estamos recebendo a atenção merecida. O doutor Geraldo é um político diferenciado. É um dos poucos que vieram visitar gente e ver o nosso sofrimento de perto", declarou a liderança.
O deputado Geraldo Resende fez questão de ir até os locais para ver de perto a real situação das UBSs e ouvir a comunidade. "Coloquei-me a disposição das lideranças e da comunidade indígena para cobrar, em Brasília-DF, as reivindicações feitas em favor das aldeias de Dourados. A saúde é prioridade e não pode esperar", enfatizou o parlamentar.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados