Moderno, novo parquímetro de Dourados começa a operar em fevereiro


Implantação do novo sistema e orientações sobre o funcionamento serão feitas no mês de fevereiro

A partir do dia 1º de fevereiro, Dourados deixará de usar o atual parquímetro, que será substituído por uma nova tecnologia de organização e sistema de estacionamento rotativo. A prefeitura contratou, por licitação, uma estrutura moderna que conta com monitoramento de vagas e compra de crédito pessoalmente ou via internet, facilitando a vida do condutor de veículos da cidade e a fiscalização.

O contrato com a nova empresa que vai explorar o sistema, a EPX Parking, já foi assinado e dada a entrada na ordem de serviço. Na primeira quinzena de fevereiro será a fase de implantação do novo sistema na cidade e remoção dos Parquímetros existentes. Já na segunda quinzena, será feito um trabalho de orientação à população por parte dos monitores do funcionamento da nova tecnologia. A cobrança para os veículos terá início apenas no dia 1º de março.
Nesta primeira etapa, serão utilizadas as demarcações de vagas de carro já existentes. No entanto os números das vagas (hoje de zero a oito, vinculado a cada parquímetro) serão modificados, já que a nova empresa trabalha com um sistema que utiliza quatro dígitos diferentes para cada espaço disponível onde há o estacionamento rotativo.
A nova tecnologia será implantada inicialmente em 1.219 vagas para carros no centro, que é a mesma quantidade existente. Posteriormente, conforme previsto em edital, o sistema será ampliado para 2.219 vagas. O valor para os automóveis será de R$ 2 por hora, podendo cada veículo ficar somente duas horas em cada vaga.
Através do novo sistema, também será iniciada a cobrança de estacionamento rotativo para motocicletas, cujo valor da hora será de R$ 0,50. Serão ao todo 781 vagas destinada às motocicletas. No entanto, o prazo de implantação e inicio da cobrança serão diferentes dos adotados para os carros.
"Como é uma novidade, precisamos começar do zero com toda a implantação da estrutura e orientação. Faremos, por exemplo, o estudo para definir os locais junto à empresa, delimitação das vagas para os condutores e orientação. Então, estamos prevendo começar a cobrança para motos entre 30 e 60 dias depois da cobrança para os carros", explica o diretor presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Ahmad Hassan Gebara, o Mito.

Como funciona
A nova tecnologia adotada é moderna e virtual. O condutor poderá baixar na Play Store o aplicativo Exp Smart Parking, que é gratuito. Nele o motorista faz um cadastro pessoal e através do GPS do celular, o próprio sistema localiza a cidade em que ele está. Dourados será incluído no aplicativo no dia 28 de fevereiro ao sistema, data em que a empresa orienta os condutores a baixarem o aplicativo.
O condutor então poderá comprar créditos, no valor que lhe convém, e incluir na "conta" que ele criou no aplicativo. Essa aquisição é feita através do cartão de crédito. Ao parar no local disponível que gostaria de estacionar, basta entrar no aplicativo e digitar o número da vaga de quatro dígitos, a placa do carro que está utilizando no momento e o tempo que pretende ficar no local.
A partir da confirmação, o tempo começará a ser contado e terá um relógio disponível no aplicativo com contagem regressiva para que o condutor retire o veículo daquela vaga. Vale ressaltar que um mesmo carro, não pode ficar mais de duas horas na vaga, sujeito a multa. Ao voltar a vaga, o condutor aciona o aplicativo novamente.
O mesmo procedimento de uso e compra de créditos pode ser feito também pela web, através do site www.exparking.com.br. "O cadastro feito pessoal, então a pessoa faz um único cadastro e pode usar tanto no aplicativo quanto na web. Ela ainda pode usar para carros diferentes, basta alterar a placa no momento de regularizar a vaga", explica Marcelo Silva, diretor de Operações da EXP Parking.
Também através da web e do aplicativo, o condutor consegue ter uma visão geral com uso de mapa de todas as vagas utilizadas e disponíveis naquele momento em qualquer área da cidade. Dessa forma, não precisa ficar "rodando" por várias vezes até encontrar estacionamento.
Aos que preferem o sistema pessoal de compra de créditos, esse também continua disponível. Todos os monitores do sistema farão a venda em dinheiro e alguns terão a opção do cartão de débito. Ao comprar, o condutor recebe um comprovante que deve ser colocado no para-brisa do carro.
"O condutor deve procurar o monitor e informar o número da vaga e a placa do carro, isso ele sempre precisará ter. Assim que receber o comprovante é também importante conferir esses dois itens", explica Silva.
A partir do momento em que a vaga é registrada pelo aplicativo, web ou pelo monitor, a informação vai direto para o aplicativo utilizado pelos monitores que ficam nas ruas para controlar o uso correto das vagas, orientar e vender créditos. A mesma informação em tempo real ainda é disponibilizada à Agetran.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados