PMA autua fazendeiro em R$ 6,8 mil por exploração ilegal de madeira protegida por lei

Ontem (7) no início da noite, Policiais Militares Ambientais de São Gabriel do Oeste autuaram um fazendeiro, de 64 anos, por exploração de madeira de lei e outras espécies sem autorização do órgão ambiental. Na fazenda do infrator, localizada no município, a PMA encontrou derrubadas, sete árvores da espécie Aroeira (espécie protegida por lei), sete árvores da espécie Cumbaru, duas árvores da espécie Angico, uma árvore da espécie Piúva e uma da espécie Amoreira, sem autorização ambiental.
As árvores exploradas foram transformadas em postes para cerca, sendo apreendidos 31 postes de aroeira; 81 postes de angico; 17 postes de cumbaru; 13 postes de piúva e 13 postes de amoreira, totalizando 155 unidades de postes. O fazendeiro, residente em Campo Grande foi autuado administrativamente e multado em R$ 6.800,00. Ele também responderá por crime ambiental. A pena é de um a dois anos de reclusão.
A espécie vegetal aroeira é protegida por lei. A portaria 83-N de 1991 do IBAMA proíbe o corte da “aroeira” e algumas outras espécies de madeiras nobres, sem plano de manejo, que precisa ser aprovado pelos órgãos ambientais. Inclusive, em desmatamentos autorizados, essas espécies não podem ser cortadas.
Assessoria de Comunicação da PMA.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados