Prefeitura firma acordo com Sindicato Rural para recuperar estradas vicinais


- Município já desenvolve um serviço de emergência desde o inicio das chuvas em várias regiões e agora vai atender também os pontos críticos indicados pelo Sindicato -

Reunidos com o prefeito Murilo nesta semana, diretores do Sindicato Rural de Dourados formalizaram uma parceria para a elaboração e execução de um plano de recuperação das estradas rurais, garantindo de imediato, pelo menos nos pontos mais críticos, o escoamento da safra agrícola que atinge o período de pico em dez dias, no máximo. São mais de 1.300 quilômetros de via, duramente castigadas com o volume de chuva acima do normal em todo o município.
A reunião aconteceu no gabinete do prefeito, que fez questão de atender os diretores de imediato, chamando o secretário de infraestrutura Jorge De Lúcia, que coordena esse serviço. O presidente do Sindicato, Lúcio Damália, agradeceu a sensibilidade do prefeito em relação à situação atual dos produtores e disse que a parceria firmada naquele momento vai reduzir um pouco mais a preocupação da classe rural, que está sofrendo, também com o excesso de água, principalmente para quem atua na agricultura.

Murilo informou que a prefeitura faz a manutenção das estradas vicinais normalmente e, inclusive quando as chuvas iniciaram toda a frota destinada a essas ações foi encaminhada para a zoina rural, desenvolvendo ações emergenciais para que nenhuma via ficasse totalmente interditada. Agora, além do serviço de emergência o município vai atuar nos pontos considerados críticos.
Dentro desse acordo, ficou acertado que a indicação desses pontos será feita pelo próprio Sindicato Rural, que também vai conclamar o apoio da comunidade rural na liberação de cascalho e de um pequeno espaço da propriedade para a construção de caixas de retenção, para evitar que a água da enxurrada se acumule no leito das vias.
Lúcio Damália disse que a participação direta do produtor é extremamente fundamental porque assim vai garantir uma estrada em boas condições a custo baixo e em tempo hábil. "Estamos chegando no pico da colheita e precisamos tirar nossos produtos da lavoura para que seja possível a comercialização e é certo que, com esses mecanismos estaremos concretizando esse processo", ressaltou o presidente, que também é agricultor.
A prefeitura está com várias equipes em plena atuação, utilizando caminhões, tratores retroescavadeiras e motoniveladoras, onde já atendeu regiões como a do Guassu, Guassuzinho, Formosa, Itahum e a chamada região central, composta pelas regiões do Potreirito, Barreirinho e áreas vizinhas.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados