UFGD, CCZ e Exército fazem combate ao mosquito Aedes aegypti

Nesta segunda e terça-feira, equipes da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da Prefeitura de Dourados e da 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada estão identificando e eliminando criadouros de mosquito Aedes aegypti, na Unidade II da UFGD.

A atividade é de enfrentamento contra o mosquito em um local de grande concentração de pessoas, com aproximadamente 7 mil alunos que retornaram as aulas hoje (25). “Estamos todos juntos contra o inseto. É uma guerra para evitar a transmissão da dengue, da zika e da chikungunya”, afirmou a coordenadora do CCZ, bióloga Rosana Alexandre da Silva.

Na manhã de hoje (25) eles fizeram rondas pelo campus e colocaram larvicida em locais com água parada. A ação é de orientação e tratamento dos focos. O agente de endemias do CCZ, Deassis Corredatu explica que mesmo acabando com as larvas é preciso também lavar as paredes dos recipientes ou de qualquer local para então retirar e destruir os ovos, caso contrário, na próxima chuva, os ovos vão eclodir e proliferar o mosquito. Água sanitária deve ser aplicada semanalmente para matar as larvas em lugares que realmente precisem ficar com água parada.

Os servidores da UFGD foram informados através do e-mail institucional para colaborar com os agentes do CCZ e auxiliar na vistoria de salas de aula, laboratórios e demais dependências. Servidores da Pró-Reitoria de Avaliação Institucional e Planejamento e da Pró-Reitoria de Administração também estão acompanhando a ronda, inclusive visitando as obras. A UFGD também está fazendo a roçada para limpeza dos terrenos.​

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados