Disque Zika: UFGD abre novo canal para denúncias de foco do Aedes aegypti

​No dia da ‪campanha Escola sem Zika, do Ministério da Educação, a  Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) começa a receber denúncias de focos do mosquito por meio do Disque Zika.
Estudantes e servidores podem encaminhar fotos e informações sobre a localização de focos do mosquito em qualquer uma das unidades da UFGD para o número (67) 9104-6566, inclusive pelo aplicativo WhatsApp.
Diante da atual proliferação do mosquito Aedes aegypti e do risco de dengue, febre chikungunya e do Zika vírus, a campanha Escola sem Zika chama a atenção para que os 60 milhões de estudantes, professores e trabalhadores da educação ajudem no combate ao mosquito em todo o país.


Em Dourados, programação é realizada pela Secretaria Municipal de Educação e ocorre na manhã de hoje, na Escola Municipal Rosa Câmara. Como parceiro da iniciativa, o vice-reitor Márcio Eduardo de Barros está representando a UFGD na atividade.

DENÚNCIAS
Além do Disque Zika, a Ouvidoria da universidade sempre esteve e vai continuar à disposição para receber qualquer tipo de reclamação através do e-mail ouvidoria@ufgd.edu.br e do telefone 3410-2754.
As denúncias vão auxiliar os trabalhos de limpeza realizados pela UFGD, que mesmo sendo frequentes, pela facilidade de proliferação e pela extensão das unidades, podem ser mais específicos através das denúncias.

Outra iniciativa recente foi a criação de uma comissão de servidores que estarão em diálogo direto com o Ministério da Educação para seguir as orientações nacionais de combate ao mosquito. Essa comissão é formada por cinco servidores que farão a coordenação de ações de sensibilização, de mobilização, de vistoria e de limpeza nas instalações da UFGD, com objetivo de prevenir e eliminar focos do mosquito.

COMBATE
Desde o início das aulas, em 25 de janeiro, a UFGD está atuando com maior intensidade para acabar com potenciais criadouros do mosquito Aedes aegypti. O primeiro mutirão aconteceu em 25 de janeiro com apoio do Centro de Controle de Zoonoses e da 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada.

A partir daí as obras da Cidade Universitária, por exemplo, passaram por um pente fino para que os entulhos fossem retirados e qualquer depósito de água recebesse larvicida e fosse tampado. Também foi feita roçada para limpeza dos terrenos.

Em 13 de fevereiro, a UFGD foi parceira do Exército na realização do Dia Nacional de Esclarecimento e Conscientização da População. A parceria envolveu as orientações do médico infectologista Julio Croda, professor da Faculdade de Ciências da Saúde, e as apresentações dos grupos de dança “Sparks Cheerleading” e “Teenangels Cheerleading”.

Já no dia 16 de fevereiro, a empresa que administra do Restaurante Universitário foi notificada pela UFGD por possibilitar a formação de criadouros do mosquito dentro do banheiro.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados