HU investe em aparelho de Raio-X móvel para atendimentos em UTIs

Com o objetivo de modernizar o parque tecnológico da instituição e possibilitar maior agilidade aos atendimentos, o Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados (HU-UFGD) vem investindo na renovação de seus equipamentos médico-hospitalares. Uma das últimas aquisições é um aparelho de Raio-X móvel, próprio para ser usado em pacientes que não podem se locomover até o dispositivo fixo.

Ativado no início do mês de fevereiro, o aparelho é usado, principalmente, em pacientes internados nas Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs), que necessitam da realização de exames, mas, devido à gravidade de seu quadro, não podem ser retirados de seus setores. “Pacientes como os recém-nascidos internados na UTI Neonatal e na Unidade de Cuidados Intermediários não podem ser levados até o aparelho fixo, pois o simples trepidar da incubadora pode causar lesões internas”, explica a engenheira clínica do HU-UFGD, Flávia Lefort Lamanna.


Ela afirma que o Setor de Engenharia Clínica, vinculado à Gerência Administrativa do hospital, vem trabalhando para que os equipamentos da instituição sejam modernizados, aliando a aquisição de bons produtos à pesquisa dos melhores custos-benefícios. Atualmente, 25% dos aparelhos médico-hospitalares do HU-UFGD tem mais de dez anos e outros 12% estão entrando nesta categoria.

Com o investimento de R$ 94,5 mil, o novo Raio-X móvel tem desafogado o volume de exames realizados com os outros dois aparelhos já existentes: um também móvel e um fixo, localizado na Unidade de Diagnóstico por Imagem do hospital. Além dos cerca de 75 procedimentos efetuados em pacientes externos, em média mais 70 atendimentos internos (em pacientes internados) são feitos diariamente no HU-UFGD, sendo pelo menos 20 nas UTIs.             

“A existência de dois equipamentos portáteis é importante para que sempre haja um aparelho ativo quando o outro estiver em manutenção, que necessita ser feita com frequência nestes tipos de máquinas. E agora, também, podemos deslocar dois funcionários simultaneamente a locais diferentes para atender às solicitações de exames de Raio-X”, aponta o chefe da Unidade de Diagnóstico por Imagem, Jean Wilson Matos.

A nova aquisição, segundo ele, é de fácil manuseio e possui tecnologia avançada, com monitor digital e grande flexibilidade, que permite uma diversidade de manobras, garantindo o posicionamento do equipamento onde for preciso.


O equipamento é de fácil manuseio, possui monitor digital e tem grande flexibilidade, permitindo seu posicionamento onde for preciso

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados