Moradores comemoram obras de asfalto no Altos do Indaiá, em Dourados



Recursos para asfalto e drenagem são fruto de emenda parlamentar de autoria do deputado federal Geraldo Resende junto ao Orçamento Geral da União/2011, beneficiando 20 bairros douradenses

         Moradores no Altos do Indaiá, em Dourados, estão comemorando a continuidade dos serviços de pavimentação asfáltica que estão acontecendo no bairro, cujo início se deu em junho de 2014 e, por questões burocráticas, de clima e de repasses de recursos, foram paralisados por diversas vezes. Agora, com a estiagem e as máquinas trabalhando intensamente, a expectativa é de que haja, finalmente, a conclusão das obras.

         Os trabalhos foram retomados nesta semana, envolvendo as ruas Kesayoshi Anze, Shohei Fujinaka, Seiji Nishioka, João Ayres da Silva e Cassio Valério Tetila. Os recursos para a obra foram viabilizados pelo deputado federal Geraldo Resende, que no final do ano, conseguiu que o Ministério da Integração Nacional repassasse R$ 2 milhões ao Governo do Estado, referentes à terceira parcela de recursos empenhados para o pacote de obras de asfalto e drenagem.
         "Esses recursos são fruto de emenda parlamentar de minha autoria junto ao Orçamento Geral da União/2011. A verba foi direcionada para o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, que é o responsável pela obra. O valor total do recurso é de R$ 9,9 milhões e a contrapartida do Governo do Estado é de R$ 2 milhões, totalizando um investimento em infraestrutura urbana em R$ 12 milhões, beneficiando diversos bairros", explica Geraldo Resende.
R$ 21 milhões
As obras de pavimentação asfáltica no Altos do Indaiá fazem parte de um pacote que o deputado Geraldo Resende conseguiu, a partir de 2011, totalizando R$ 21 milhões em investimentos. Algumas das frentes estão sendo executadas pelo governo do Estado, garantidas com recursos federais de R$ 10 milhões, com contrapartida estadual de R$ 2 milhões. Outras, de responsabilidade da Prefeitura, estão sendo realizadas com recursos federais de R$ 6,2 milhões e recursos próprios do Município de R$ 1,3 milhão.
As frentes executadas pelo governo do Estado beneficiam, além do Altos do Indaiá (R$ 6,3 milhões), outros bairros como o Jardim Oliveira I, Jardim Oliveira II, Vila Vieira (parte), Vila Industrial (parte), Vila Martins (parte), e Corredor Público (R$ 3,5 milhões); parte da Vila São Braz e do Parque das Nações II (R$ 2,2 milhões).
Por sua vez, as obras sob a responsabilidade da Prefeitura atingem os bairros Poravy I (parte) e Jardim Guaicurus, etapa I (R$ 1,1 milhão); Poravy II e Jardim Guaicurus, etapa II (R$ 1,4 milhão); Parque do Lago II (R$ 1,3 milhão); Jardim Monte Alegre (R$ 565 mil), Parque Nova Dourados (R$ 1,4 milhão), Vila São Mateus (R$ 300 mil), Distrito do Panambi (R$ 308 mil) e Ruas Professora Maria Aparecida Gonzaga Cerqueira (antiga S 33) e Pedro Barrios Gonzáles, no Parque das Nações II (R$ 732 mil).
R$ 8 milhões
No ano passado, o deputado Geraldo Resende conseguiu em parceria com o governo do Estado, mais R$ 3,9 milhões para mais obras de asfalto em Dourados. A esse valor, o governo do Estado vai aplicar igual montante, totalizando quase R$ 8 milhões para beneficiar novos bairros.
Os projetos já foram aprovados e os recursos já foram empenhados e possibilitarão obras nos bairros Jardim Maipu, Jardim Maracanã, Jardim Santa Hermínia, Jardim Pantanal, Jardim Leste, Jardim Santa Maria, Chácara 134, Jardim Yoshikawa, Jardim Porto Belo, Vila Cachoeirinha, Canaã VI, Vila Bela, Estrela Hori e Jardim Carisma. Os bairros Estrela Pytã e Canaã I também serão beneficiados com a implantação de asfalto em alguns trechos de ruas.
Comemoram
Antonio Pereira é um dos moradores que possui residência no Altos do Indaiá há 4 anos. Por causa do barro, ele colocou sua casa à venda, mas agora admite rever seus planos. "Tenho certeza que a chegada do asfalto valorizou bastante minha casa. Se realmente for vender, terá um acréscimo considerável", salienta.
Para Julio Cezar Fernandes, o asfalto traz um "alívio": a mulher limpava a casa pela manhã, mas à tarde já estava tudo sujo; nem mesmo o carro dava prazer em lavá-lo, pois era só chover que todo o serviço estava prejudicado. Só mesmo quem morou em rua sem asfalto sabe o sofrimento que é", salienta. "Há 16 anos esperávamos o asfalto e agora o deputado Geraldo Resende torna esse sonho realidade".
Outra que comemora a chegada do asfalto em sua rua é a jovem Gabrielly Neves, estudante. Segundo ela, as obras "mudam tudo" em sua vida. "Quando chovia, era comum a gente ver carro atolado. E depois da chuva, vinha a poeira e os buracos. Isso sem contar na falta de segurança, pois minha rua ficava deserta à noite, por falta de condições de trânsito". Ela reside no bairro desde que nasceu, há 20 anos.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados