Nova Alvorada do Sul licita Centro de Convivência dos Idosos viabilizado por Geraldo Resende

Após 24 anos de emancipação político-administrativa, os idosos de Nova Alvorada do Sul serão contemplados com um prédio moderno e confortável para realizar as atividades do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), desenvolvido pela Secretaria de Assistência Social e CRAS. A licitação foi autorizada pelo prefeito Juvenal Neto e a obra será construída no Bairro Maria de Lourdes (Vila Nova).
Para a construção do Centro de Convivência dos Idosos (CCI) serão investidos R$ 720 mil, sendo R$ 500 mil de repasse de recursos federais viabilizados pelo deputado federal Geraldo Resende (PMDB) e mais R$ 220 mil de contrapartida em recursos próprios.

A construção do Centro de Convivência vem sendo articulada pela Prefeitura há vários meses, inclusive já tendo sido confeccionado o projeto arquitetônico da obra. Os recursos foram empenhados pelo Fundo Nacional de Assistência Social em 2 de julho de 2014.
De acordo com o deputado federal Geraldo Resende, o objetivo da parceria entre o seu mandato e a administração municipal foi o de atender um antigo anseio da população de Nova Alvorada do Sul. "Vamos criar um ambiente de sociabilidade para propiciar aos idosos o desenvolvimento de suas potencialidades. Com isso, eles terão melhor qualidade de vida".
         Geraldo afirma que até o ano 2060, o número de idosos no Brasil vai aumentar quatro vezes, o que leva os homens públicos comprometidos com as causas sociais a trabalhar na adoção de políticas públicas para este segmento. "Com o Centro de Convivência, muitos idosos, que antes ficavam sozinhos e com poucas alternativas de saúde e lazer, voltam a se entusiasmar com a vida". Como médico, fico feliz ao ver o resultado de meu trabalho dando seus frutos a partir desta parceria com Nova Alvorada do Sul".
A primeira dama e secretária de Assistência Social Monica Assunção, explica que com a construção do Centro de Convivência do Idoso o espaço do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), onde hoje são desenvolvidos os programas e projetos da chamada terceira idade, será liberado para ampliar o trabalho de fortalecimento de vínculos das famílias. "O novo Centro, por sua vez, vai possibilitar a organização das atividades aos idosos e melhoria do atendimento a este segmento", salienta.

Ricardo Minella
05.02.16

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados