Parceria entre UNIGRAN e Conselho Federal busca formação humanística de médicos veterinários



Atenção à saúde, tomada de decisão, administração e gerenciamento, liderança, comunicação e educação permanente. O trabalho de um médico veterinário vai além de cuidar dos animais. Com o objetivo de auxiliar no desenvolvimento das competências humanísticas dos alunos de Medicina Veterinária, o Conselho Federal – CFMV – criou o Projeto Estratégias de Ensino-Aprendizagem e a UNIGRAN é parceira, acadêmicos e professores recebem capacitação.  
O Projeto surgiu de modo que as práticas humanísticas na formação de cada clínico veterinário são vistas como uma necessidade para a formação profissional e para a sociedade. Regina Célia Werneck Affonso, coordenadora do projeto e assessora da presidência do CFMV, esteve na UNIGRAN para ministrar palestra aos acadêmicos e capacitação para os professores.
A coordenadora afirma que “o Conselho trabalha há anos para contribuir na formação do médico veterinário. Nos últimos anos, a preocupação tem estado mais evidente no desenvolvimento das competências humanísticas nos alunos”.
O CFMV publicou um guia com estratégias de ensino e aprendizagem e, com as informações, estão sendo implantadas as estratégias nas Instituições de Ensino Superior parceiras em todo o Brasil. “Nosso objetivo com relação é despertar a importância de mudar a metodologia dentro de sala de aula, não o conteúdo, mas a forma como apresenta esse conteúdo e auxilia o aluno no desenvolvimento das suas competências humanísticas”, destaca Regina Célia.
O coordenador do curso de Medicina Veterinária da UNIGRAN, Thiago Leite Fraga, menciona que o projeto apresenta um processo de aprendizado diferente, mais dinâmico e fácil para o aluno, tornando as aulas menos tradicionais. “Com esse treinamento, esperamos desenvolver essas habilidades com o aluno, porque a técnica e o conteúdo da disciplina, os professores conseguem passar, agora a habilidade humanística é algo que realmente temos que desenvolver, porque é para a vida pessoal”, comenta.
O Projeto tem a duração de um ano e meio. O Conselho Federal fará acompanhamento semestral das ações realizadas na Instituição. “Buscamos sempre a qualidade do ensino aos nossos alunos de Medicina Veterinária. É um projeto que estamos apostando muito”, ressalta Thiago Fraga.

Legenda: Conselho Federal promove capacitação para melhorar a didática do ensino

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados