Prefeitura entrega licença ambiental para ampliação do aeroporto de Dourados



- Com a licença, Banco do Brasil dará prosseguimento ao projeto com a licitação das obras que custarão em torno de R$ 40 milhões -

A Prefeitura de Dourados entregou na semana passada ao Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), órgão da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, a licença ambiental para as obras de ampliação do aeroporto de Dourados, denominado Francisco de Matos Pereira.

A licença foi entregue pelo secretário de Serviços Urbanos de Dourados, Márcio Katayama, ao diretor de Licenciamento Ambiental do Imasul, Ricardo Eboli. Agora, o Estado encaminhará o documento ao Banco do Brasil, que dará andamento ao processo. O banco é responsável pela aplicação do projeto do PIL: Aeroportos (Programa de Investimento em Logística: Aeroportos) do Governo Federal.
Para Dourados está previsto R$ 40 milhões para as obras. Os recursos são do Fnac (Fundo Nacional da Aviação Civil). O Banco do Brasil pretende licitar as obras do aeroporto de Dourados ainda neste primeiro semestre, antes do período eleitoral.
De acordo com o cenário aprovado pelo governo, a pista passará para 2.125 metros de comprimento por 45 metros de largura, mais as Resas (áreas de segurança nas cabeceiras) com 90x90 metros. Será construída ainda uma nova taxiway (acesso à pista) e novo SCI (Serviço de Combate à Incêndio), maior e mais moderno.
O pátio de estacionamento de aeronaves passará dos atuais 9 mil m² para 16.880 m², com 4 posições para embarque e desembarque simultâneos. Será construído um novo terminal de passageiros. Estão previsto ainda instalações de novos equipamentos de navegação aérea para operação de voos por instrumento para aeronaves de grande porte.
Com isso, o aeroporto poderá receber aeronaves de até 162 passageiros, como o Boeing 373-800, como 90% de PMD (peso máximo para decolagem) ou 71 toneladas. O estudo levou em consideração a demanda de passageiros de 110 por hora em 2025 e 171 em 2035.
A melhoria e ampliação do aeroporto de Dourados é uma luta grande do prefeito Murilo, desde que era vice-governador. Com muito esforço a estrutura atual foi melhorada para atender a demanda, mas chegou-se ao limite. Assim, o prefeito passou a buscar recursos para um novo aeroporto, sendo contemplado elo PIL: Aeroportos.
Como polo regional, Dourados tem uma grande demanda por voos nacionais e internacionais, mas esbarra na capacidade de operação do aeroporto. Toda a demanda turística é operada hoje pelo aeroporto de Campo Grande, uma vez que as agências de turismo operam na maioria com Gol e TAM. Com o novo aeroporto novas companhias aéreas passarão a operar na cidade, atendendo a demanda real da região.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados