1ª Jornada de Design de Interiores recebe palestra com Luís Pedro Scalise

O curso de Design de Interiores da UNIGRAN realizou a 1ª Jornada Acadêmica. Acadêmicos e profissionais da área participaram de palestras e oficinas práticas. A abertura do evento contou com a presenta do renomado arquiteto Luis Pedro Scalise, que falou sobre ambientes temáticos no Design de Interiores e como se dá o processo criativo dos projetos.
Luís Pedro Scalise é reconhecido por trabalhos em diversos países, como Estados Unidos, Itália e França. Projeta desde espaços residenciais até comerciais, sendo sua grande paixão ambientes temáticos. No bate-papo na UNIGRAN, o arquiteto trouxe um pouco de como funciona seu trabalho de criação, apresentou alguns dos projetos que executou não só como arquiteto, mas também como cenógrafo e design de peças.
“Cada um tem que encontrar o seu processo criativo. O meu é determinado por mim, minhas características e qualidades da minha personalidade. Quando eu começo a conversar com o cliente e ele começa a me dar o plano de sua necessidade, em quatro horas o projeto fica pronto. Então o cliente sai da minha sala com o projeto pronto. Eu tenho uma facilidade muito grande de desenhar e uma percepção na qual o projeto nasce naturalmente na minha frente”, menciona Scalise.
O mercado hoje está em ascensão, conforme o profissional. “O alto luxo é o único mercado que cresce, só no ano passado cresceu 30% no Brasil, mesmo com a crise que o nosso país está vivendo”, ressalta Luís Pedro Scalise.
A Jornada Acadêmica ainda contou com oficinas de Laca, Louças e Metais, Cinema e Ikebana. Maria Aparecida Ferreira Camilo é professora de Ikebana e ministrou a oficina para os estudantes. “A arte de Ikebana vem do Oriente, é uma arte que a pessoa faz não pensando em decorações, mas sim em levar um ambiente paradisíaco, com uma energia boa, um ambiente que leva uma alegria na família, onde for colocada uma flor que leve este sentimento”, destaca.
O material para Ikebana é o mais variado possível que for encontrado na natureza: folhas, ramos, galhos, flores, entre outros. “A pessoa pratica Ikebana realmente para sentir essa energia. A Ikebana tem duas formas: Nagueire e Moribana, vaso alto e vaso baixo. Quando é uma decoração para uma ocasião mais elegante como um casamento, utiliza-se vaso alto, já quando é algo mais simples, vaso baixo” ressalta Maria Camilo.

 

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados