Em audiência com Barbosinha, deputado Geraldo Resende leva demandas da população de Dourados


O deputado federal Geraldo Resende (PSDB) esteve na manhã desta segunda-feira (11), em audiência com o secretário estadual José Carlos Barbosa, o Barbosinha, quando diversos assuntos referentes à área de Segurança Pública de Dourados foram tratados. Entre eles, a conclusão das obras de adequação do Instituto Médico Legal, da Delegacia de Defesa da Mulher, a Delegacia da Mulher 24 horas e a implantação de bases comunitárias da Polícia Militar.
Segundo o parlamentar, as demandas levadas a Barbosinha são resultantes de inúmeras solicitações da sociedade douradense, principalmente aquelas representadas pela Câmara de Vereadores, Assembleia Legislativa e outras lideranças. "Temos sido procurados pela comunidade, que nos pede apoio às demandas já levantadas pelos vereadores e deputados estaduais", salienta Geraldo.

O deputado explica ainda que o secretário mostrou sensibilidade aos problemas apresentados e se comprometeu em buscar soluções com a maior brevidade possível. Barbosinha também pediu o apoio de Geraldo Resende em uma articulação junto à bancada federal, na conquista de recursos federais para auxiliar o Estado na área de segurança pública.
IML
Um dos principais assuntos tratados pelo deputado junto ao secretário Barbosinha foi a questão do Instituto Médico Legal (IML) em Dourados, cujas obras de adequação foram paralisadas em fevereiro deste ano, faltando cerca de 40% e um investimento de pouco mais de R$ 20 mil para a conclusão dos trabalhos.
"Os trabalhos tinham a finalidade de atender a exigências da Vigilância Sanitária e Instituto do Meio Ambiente para que o órgão pudesse receber a emissão das devidas licenças de funcionamento.  Sem esses documentos o serviço não pode ser prestado, causando transtornos irreparáveis às famílias por ocasião do falecimento de um parente, quando têm que esperar por horas pela liberação de um corpo para ser velado e sepultado", explicou parlamentar durante a audiência.
Segundo Geraldo Resende o profissional contratado para fazer as obras de readequação no IML não cumpriu o prazo estipulado, foi notificado pela Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), a qual suspendeu o contrato. Uma nova empresa foi contratada e entregou na última segunda-feira um orçamento para a conclusão das obras, sem previsão de reinício.
Geraldo Resende complementa dizendo que "apesar de pronto e equipado há quase quatro anos, o IML de Dourados não funciona. Também não dispõe de um aparelho de Raio X para exames de perícia, além de um veículo e auxiliares para o transporte de corpos. Por isso, todos os serviços de perícia são realizados dentro de empresas funerárias.
"Tendo em vista que existe uma estrutura praticamente completa no Núcleo de Perícia de Dourados, solicito urgência na regularização das pendências, para que se possa ativar o quanto antes esta tão importante unidade, que servirá para desvendar principalmente os crimes que ocorrem em nossa cidade", concluiu Geraldo Resende em ofício entregue a José Carlos Barbosa.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados