Murilo diz que Caravana une todos pela Saúde

Prefeito diz que enquanto outros Estados e municípios se preocupam com Brasília Mato Grosso do Sul está trabalhando pelo povo


"Este é um momento muito importante para Dourados; um ato desses reúne toda a classe política na proposta de resolver os problemas das pessoas que mais precisam", afirmou o prefeito Murilo, neste sábado, durante solenidade na Caravana da Saúde, que acontece em Dourados até o dia 26, no Centro Esportivo Jorjão.
"Vejo aqui todos juntos trabalhando para resolver os problemas da Saúde. Outros Estados e municípios talvez não vivam o que estamos vivendo hoje. Estão preocupados com Brasília, enquanto aqui estamos trabalhando pelo povo", ressaltou o prefeito, acrescentando "se o país está de cabeça para baixo, aqui Mato Grosso do Sul está de pé e Dourados também está de pé".

O prefeito explica que o município atende a saúde básica, mas precisa da ajuda do Estado para atender a saúde hospitalar. Nesse sentido Murilo destaca o trabalho do governador Reinaldo Azambuja com a Caravana da Saúde, feita em parceria com a Prefeitura e outros parceiros, e que vai zerar as filas.
O prefeito também destacou a iniciativa de Reinaldo de abrir o Hospital São Luiz para cirurgias eletivas, até que o Hospital Regional fique pronto e classificou essa ação como um passo à frente. "O Reinaldo já está com o São Luiz funcionando para que a gente não tenha mais fila na saúde e a pessoa não precise mais de ficar esperando por uma cirurgia que nunca vem", destacou.

Regional
Durante o seu discurso o governador disse que a previsão é de atendimento de 25 mil pessoas em Dourados até o final da Caravana, sendo 6 mil cirurgias. Ele disse que as 10 edições da Caravana (a de Dourados é a penúltima) acabará com as filas de cirurgias que, no ritmo que o Estado vinha fazendo na gestão passada, levaria 30 anos para terminar. "Vamos zerar em um ano", garantiu.
Azambuja informou que o Hospital Regional de Dourados vai ser construído, com metade do investimento feito pelo Estado e a outra parte pela União, com recursos de emendas da bancada do Estado. "Eu não paralisei as obras do hospital; não tinha um centavo nos cofres do Estado para a obra", explicou.
Falou também do centro de diagnóstico que será erguido ao lado do Hospital Regional, dos equipamentos instalados no Hospital da Vida e dos equipamentos entregues em Fátima do Sul neste fim de semana, que vão ajudar a desafogar o atendimento em Dourados.
Antes da solenidade Reinaldo e Murilo, acompanhados de autoridades, estiveram em todos os estandes de atendimento e conversaram com as pessoas que aguardavam ser chamadas. Eles receberam muitos elogios das pessoas pelas ações da Caravana.
Na solenidade também houve entrega de certificados de conclusão de curso da Defesa Civil, realizado na semana passada em parceria entre Estado e Prefeitura. Dourados e região ganharam mais 54 novos agentes de defesa civil.
Também foi assinado pelo governador e o prefeito um termo de compromisso para a continuidade das ações de melhoria do atendimento à saúde em Dourados.
Depois foi assinado o termo de termo de compromisso de doação pelo Estado de uma área, localizada ao lado do Hospital Universitário, para a UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) construir o Hospital da Mulher e da Criança.
Outro termo de compromisso foi assinado com a UFGD para a implantação de um projeto de uma unidade móvel de diagnóstico precoce da tuberculose em estabelecimentos penais do Estado.


Foto: A. Frota/Assecom

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados