Murilo quer manter arquitetura original na reforma do “Casarão da João Rosa Góes”


A Prefeitura de Dourados está reformando o prédio que foi sua sede por muitos anos, o chamado "Casarão da Rua João Rosa Góes". A preocupação do prefeito Murilo é manter a arquitetura original da década de 40, época em que o prédio, localizado na esquina da Rua João Rosa Góes com Joaquim Teixeira Alves, foi construído. A obra começou em janeiro deste ano.
"Apesar de ter passado ao longo dos anos por diversas alterações, a ideia é resgatar o que existe de mais original", afirma a secretária municipal de Assistência Social, Ledi Ferla. Após a reforma o prédio vai abrigar o Conselho Tutelar, Centro POP (Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua), Cras (Centro de Referência de Assistência Social) Central e Casa dos Conselhos.
"Apesar de ao longo dos anos, o prédio ficar descaracterizado por causa das inúmeras alterações, o prefeito Murilo quer recuperar a antiga estrutura, já que o prédio, apesar de não ser tombado, faz parte do patrimônio histórico do município", disse Ledi.
O investimento é de R$ 600 mil, recursos do município, através do Fundo Municipal de Incentivo Social. Entre as obras está a troca de toda a cobertura (telhado e forro), trocas das instalações hidráulicas, elétricas e ainda portas e janelas. Apesar do atraso nas obras por causa das chuvas, o prefeito pretende entregar o prédio reformado para a população douradense ainda este ano.

A Secretaria de Assistência Social funcionou nesse prédio desde 2007, após a mudança do Gabinete do prefeito e outros órgãos para o CAM (Centro Administrativo Municipal), na Coronel Ponciano.
No inicio deste ano, a Secretaria de Assistência Social foi transferida para o prédio novo, ao lado do CAM. Ledi explica que a ideia do prefeito Murilo foi disponibilizar o prédio para outros órgãos, que necessariamente, devem ficar na área central da cidade para atender mais facilmente a população, como o Conselho Tutelar, Casa dos Conselhos, Centro POP e Cras.
Além disso, a administração municipal vai poder economizar R$ 10 mil ao mês com os quatro alugueis, que atualmente são pagos para manter em funcionamento os serviços mencionados à população.
O "Casarão da João Rosa Góes" foi a sede da CAND (Colônia Agrícola Nacional de Dourados) e depois abrigou por pelo menos seis décadas a sede da Prefeitura de Dourados. Por último as sede da Secretaria de Assistência Social e Museu Histórico de Dourados.



Foto: A. Frota/Assecom

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados