Condutor da Tocha Olímpica em Dourados é “medalha de ouro em superação”

Erivaldo Bezerra, de 35 anos, foi selecionado para ser um dos condutores no revezamento da Tocha Olímpica em Dourados, que é a único município do interior do Estado a ser cidade celebração. Se o espírito olímpico representa um ato de superação, nesse quesito ele se considera "medalha de ouro".
Eri, como é chamado, superou a dependência química e deu totalmente "a volta por cima". Casado, pai de uma linda menina, é acadêmico do curso de pedagogia da Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), onde atuou por meio do Pibid  (Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência) na escola Arthur Campos Mello, na vila Cachoeirinha.
Após se envolver com as drogas, percebeu como deixou entristecidos seus familiares e amigos, então buscou ajuda. Assim como foi amparado, também cooperou. Trabalhou por três anos e meio como coordenador na Casa de Reabilitação Novo Olhar, onde teve a oportunidade de poder auxiliar diversas pessoas com problemas que ele já havia enfrentado.

"Enquanto trabalhava lá, também procurei estudar e terminar o ensino médio. Só sai quando fui aprovado para dar início em minha faculdade. Nesse intervalo conheci minha esposa", conta ele emocionado. Atualmente, Eri é pastor evangélico e não trabalha mais diretamente com dependentes químicos, mas continua como orientador de família, caso haja necessidade de sua intervenção.
Ele participa também de um projeto piloto realizado pelo Fórum, a convite da Vara da Infância e Juventude, onde orienta um jovem que se encontra apreendido na Unei (Unidade Educacional de Internação), baseado no artigo 19 do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) que assegurada a convivência familiar (mesmo que substituta) e comunitária, em ambiente que garanta o desenvolvimento integral do indivíduo.
"Devido a toda minha história, considero esse acontecimento - ser um condutor da tocha-  como uma recompensa dessas batalhas que tive até hoje, pois isso demonstra que vale apena lutar por nossos ideais e por nossa vida e que situações aparentemente perdidas podem ser superadas", declara Eri. Para ele, o espírito olímpico vem trazer esperança para o nosso país e histórias como a dele, ao ultrapassar barreiras e limites, também deixa os brasileiros motivados a batalhar "acreditando que sempre virá um amanhã melhor".
Ele participou de uma promoção chamada de "Quem se atreve", da Nissan, patrocinadora oficial do evento, onde deveria descrever uma experiência de vida que demonstrasse superação. Agora ele faz parte de uma equipe de 12 mil pessoas que receberão essa missão para os Jogos Olímpicos Rio 2016.
Dourados é uma das 83 'cidades celebração' da Tocha Olímpica no Brasil, ou seja, onde a Tocha vai pernoitar. O prefeito Murilo considera a passagem e o pernoite da Tocha em Dourados um momento histórico e está preparando a cidade para receber bem os milhares de turistas de toda a região. A Tocha chega a Dourados no dia 26 de junho, percorre 15 quilômetros pelas ruas da cidade e chega para a celebração na Praça Antônio João. As atividades na praça acontecem a partir das 16h.


Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados