Passagem da Tocha por Dourados resgata memória do basquete feminino do Brasil


Para quem acha que Dourados revelou destaques em esportes apenas como no futebol está enganado. Atleta profissional de basquete durante 21 anos, jogando em várias equipes de ponta em São Paulo, ainda ao lado de Magic Paula e da rainha Hortência, Maristela Owergoor, é radicada em Mato Grosso do Sul (MS), onde veio morar com a família em Dourados já nos primeiros anos de vida. 
A passagem da Tocha Olímpica pelo município, para o desporto, portanto, resgata memória da ala feminina do Brasil. Para o prefeito Murilo, um momento histórico, que contagia mesmo aqueles que serão expectadores do evento em atividades como na praça Antônio João, a partir das 16h do dia 26 de junho. "Cidade Celebração", é a única do interior do Estado onde a chama irá pernoitar e manifestações artísticas serão realizados em comemoração ao espírito dos Jogos do Rio 2016.

Dentro desse contexto, por ter sido parte importante da história do basquete, Maristela é uma das condutoras indicadas pelo Comitê Olímpico no revezamento. Ela começou a carreira em 1986, aos 16 anos. No início, apelidaram-na de "Panta", por levar o Pantanal de MS ao conhecimentos das equipes brasileiras. Ela era pivô e atuou em times como São Caetano, Microcamp /Campinas, Seara, onde foi campeã do Circuito Paulista em 1995 e terceiro lugar no Mundial Interclubes, no mesmo ano.
O técnico na época era Antonio Carlos Vendramini, um dos melhores e mais vitoriosos da liga. A ex-atleta também teve uma performance internacional, como na Espanha. Além de ter sido premiada com o troféu Oswaldo Caviglia, oferecido pela Federação Paulista de Basketball (FPB), nos "melhores do ano" por três vezes pela seleção ouro.
Maristela lembra que o último jogo em que participou foi em 31 de janeiro de 2007. "Parei há nove anos, mas minha mensagem continua para vivermos em harmonia.", declara. Segundo ela, a vida é como a Tocha: uma passagem.  "Para mim é um momento de muita alegria e honra, pela mensagem de paz que levamos ao mundo, onde estamos carentes de respeito", finaliza.

Foto: Divulgação

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados