Campus Dourados do IFMS desenvolve ação junto a detentas do município

O Campus Dourados do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) iniciou na noite desta segunda-feira, 5, a oferta de oficinas para detentas do regime semiaberto do município. A iniciativa faz parte de uma parceria entre a instituição e a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen).
Serão desenvolvidas três oficinas até o final do ano. A primeira delas intitula-se "Qual é o seu norte?" e foi tema da abertura das atividades. Ela é ministrada pela professora do IFMS, Larissa Cardoso, sendo realizada por meio de encontros semanais no mês setembro, no Estabelecimento Penal Feminino de Dourados.

No primeiro encontro, além da oficina, foram apresentadas informações sobre o IFMS e o objetivo da ação. As outras duas oficinas previstas são "Produção de puffs com materiais recicláveis" e "Mapa da vida". A última se destina a troca de experiência e organização da trajetória de vida das detentas.

O diretor-geral do Campus Dourados, Carlos Vinícius Figueiredo, que esteve presente na abertura das atividades, relata que a parceria surgiu através de uma visita feita pelo IFMS com o objetivo de conhecer a horta orgânica existente em uma das unidades da Agepen no município.

A partir disso começou a ser delineada uma ação de extensão por parte do campus, voltada às detentas, através da abordagem de temas relacionados a cultura e identidade das participantes. As oficinas também visam reinseri-las no mercado de trabalho por meio de capacitação profissional.

"É uma oportunidade para atendermos um público que normalmente é pouco lembrado, ampliando nosso horizonte de ação. As oficinas são importantes, pois permitirão promover o resgate social, reforçar o convívio em comunidade e permitir que possam encontrar novas formas de gerar renda", afirma Figueiredo.

O plano de trabalho prevê a continuidade da ação no próximo ano. Entre os temas abordados estarão conteúdos relacionados à informática e o prosseguimento das oficinas voltadas à capacitação profissional. Todas as participantes receberão certificados emitidos pelo Instituto.

Oficina – "Qual é o seu norte?" tratou da relação que as detentas possuem com o espaço em que estão inseridas. A oficina terá 20 participantes. Mais três encontros ainda estão previstos até seu encerramento.

O objetivo é traçar cartografias pessoais e sociais da relação das participantes, além de potencializar o empoderamento feminino por meio da metodologia de Mapa Mental e da relação espacial.

A docente de Geografia do Campus Dourados, Larissa Cardoso, responsável pela oficina, explica que as atividades se basearão nas conversas com as detentas. "É um momento que teremos para ouvi-las, para que elas contem suas histórias de vida, seus relacionamentos, a relação que possuem com a família, do que elas gostam e suas formas de resiliência", explica.

Ao final das atividades, as detentas apresentarão o mapa mental umas das outras, a partir da troca de experiências que tiveram. "A oficina permitirá a compreensão da maneira como elas se relacionam com o espaço, através do mapa mental, contribuindo para o empoderamento das participantes", destaca.




Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados