Prefeitura inicia asfalto no Jardim Monte Carlo



- Empresa já atua na pavimentação a partir da Coronel José Alves Marcondes, enquanto outras equipes trabalham na drenagem no centro do bairro -

A Prefeitura de Dourados deu início na segunda-feira ao asfaltamento do Jardim Monte Carlo, na região noroeste de Dourados. A primeira etapa contempla o quadrilátero formado entre as ruas Gerônimo Marques de Mattos e Coronel José Alves Marcondes e Ruas Projetada MC 02 e MC 10, no limite com o Jardim Santa Fé, onde as galerias de drenagem de águas pluviais já ficaram prontas.
O asfalto no Jardim Monte Carlo é feito pelo sistema comunitário, com os custos divididos entre o município e os moradores. A Prefeitura arca com pelo menos 55% do custo da obra, ficando com o projeto, a organização, a construção das galerias de águas pluviais, parte das esquinas, parte das avenidas e a parte das áreas públicas e não aderentes.
O asfalto, está sendo feito pela construtora Planacon e as obras de drenagem pela construtora Anfer. As obras de drenagem estão concentradas esta semana na região central do bairro. O engenheiro da Anfer, Carlos Felipe, afirma que até o dia 20 de dezembro todas as galerias pluviais do bairro estarão prontas.

O asfalto comunitário é um programa criado pelo prefeito Murilo fazendo parte da sua proposta de dobrar a quantidade de pavimentação asfáltica em Dourados. Como não há recursos públicos para atender todas as demandas, o asfalto comunitário é uma forma de contemplar mais pessoas. Com um custo pequeno e parcelado em até 36 vezes, o morador ganha o asfalto, melhora a qualidade de vida e vê o imóvel valorizar mais de 100% em muitos casos.
Altair Matos Mascarenhas, assessor da Secretaria de Planejamento da Prefeitura de Dourados, informa que os proprietários de imóveis no quadrilátero citado acima e que ainda não fizeram a adesão podem fazê-la até o dia 18 (sexta-feira da semana que vem). Mais de 70% já aderiu ao programa e fará o parcelamento do custo do asfalto direto com a construtora Planacon.
No caso dos não aderentes a Prefeitura pagará a parte deles e receberá posteriormente como tributo de contribuição de melhorias, correspondente ao percentual proporcional à valorização do imóvel, o que ficará bem mais caro que a adesão ao programa hoje. "Vale a pena aderir ao programa agora, fica muito mais prático e mais barato para o morador", lembra Altair.
O Monte Carlo é um bairro que tem pelo menos 20 anos. Nos últimos 10 anos houve grande expansão imobiliária e as pessoas sofriam com barro e poeira. Com o asfalto comunitário Murilo está resolvendo o problema dessas famílias. O programa de asfalto comunitário foi criado pelo prefeito em 2011 e aprovado pela Câmara de Vereadores, através da Lei nº 3470/2011.
Na região, outro bairro que não tinha asfalto na maioria das ruas era o Parque Alvorada, mas já está pavimentado pelo mesmo sistema. Nesse bairro houve grande valorização do imóvel após a pavimentação, com o preço médio do terreno saltando de R$ 50 mil para até R$ 120 mil. Nas Chácaras Trevo, na saída para Caarapó, os moradores também já usufruem do asfalto comunitário. Nas Chácaras Flora, próximo ao Córrego Laranja Doce, as obras estão em execução.

Foto: A. Frota

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados