Russo recebe Medalha Águia da Fronteira

 O jornalista Waldemar Álvaro Gonçalves, o Russo, recebeu nesta terça-feira a Medalha Águia da Fronteira, a comenda é um reconhecimento do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) que completou 30 anos de atuação no Mato Grosso do Sul, ao profissional que foi um dos primeiros jornalistas a apoiar o trabalho do grupo policial que era muito contestado na época da criação como Unidade Integrada de Policiamento.

Russo chegou inclusive a participar de leiloes de gado que eram realizados por produtores rurais para a manutenção dos policiais e viaturas que faziam o policiamento na região rural da fronteira entre o Brasil e o Paraguai que na época era considerado "terra de ninguém", com alto índice de criminalidade.
Amigo do coronel Adib Massad,criador e  comandante do então Grupo de Operações de Fronteira, Russo trabalhou durante décadas na reportagem policial sendo uma referencia para novos jornalistas e radialistas da região.
A medalha Águia da Fronteira foi entregue ao jornalista pelo governador Reinaldo Azambuja e pelo secretário de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, em cerimônia que aconteceu no salão nobre da UNIGRAN em Dourados.
A criação primeiramente do Grupo de Operações de Fronteira (GOF) aconteceu em 28 de maio de 1987. Atualmente, o DOF atua em 51 municípios do Estado e tem reconhecimento nacional como unidade de policiamento integrado e eficiência em área de fronteira.
Rafael Coca

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados