Ministro lança, nos próximos dias, obra do Hospital da Mulher e da Criança em Dourados

SAÚDE
O HMC será edificado em área anexa ao Hospital Universitário (HU) da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e vai atender mulheres e crianças de toda a Grande Dourados, Cone-Sul e Fronteira

         O ministro da Educação Mendonça Filho garantiu, em audiência realizada com o deputado federal Geraldo Resende, quarta-feira (5) em Brasília, o repasse de recursos da ordem de R$ 34 milhões, para a construção do Hospital da Mulher e da Criança – HMC. Na oportunidade, o ministro anunciou que estará em Dourados no próximo dia 31 para o lançamento das obras.
         O HMC será edificado em área anexa ao Hospital Universitário (HU) da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e vai atender mulheres e crianças de toda a Grande Dourados, Cone-Sul e Fronteira. O prédio terá 8,7 mil metros quadrados com subsolo e mais quatro pavimentos, dotado de consultórios de ginecologia, obstetrícia, pediatria, banco de leite, Pronto Atendimento Pediátrico e Obstétrico, salas cirúrgicas, leitos de internação e observação e salas de residências, entre outras estruturas.

         Na reunião, o deputado Geraldo Resende relatou ao ministro toda a luta pela construção do HMC, que teve início em 2009, com a garantia de recursos da ordem de R$ 12,9 milhões em 2010, os quais foram perdidos por questões burocráticas pela gestão da UFGD, na época. Segundo o parlamentar, mesmo assim, as articulações para a conquista de novos recursos tiveram continuidade.
         "O apoio da bancada foi fundamental para o convencimento do ministro da Educação. No ano passado, juntamente com o senador Waldemir Moka, a senadora Simone Tebet, os deputados Carlos Marun, Luiz Henrique Mandetta e a deputada Tereza Cristina viabilizamos emendas para o projeto, porém as mesmas, infelizmente, não foram empenhadas. Diante disso, o ministro Mendonça Filho nos compensou com a garantia dos novos recursos", explica Geraldo Resende.
De acordo com o parlamentar, o trabalho da atual superintendente do Hospital Universitário da UFGD Mariana Croda junto à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) também foi fundamental para essa conquista. "Desde que assumiu, o engajamento da superintendente e de sua equipe ajudou no avanço das tratativas", salientou, lembrando que o presidente da Ebserh, Kleber de Melo Morais, estará presente no lançamento das obras no próximo dia 31.
Repasses
         Na audiência com o deputado Geraldo Resende, o ministro Mendonça Filho apresentou o cronograma de repasses de recursos para a primeira etapa do HMC. Serão investidos R$ 10 milhões este ano, provenientes da Ebserh e do Ministério da Educação (MEC). No ano que vem, serão repassados R$ 12 milhões (R$ 5 da Ebserh/MEC e R$ 7 milhões oriundos da UFGD); em 2019 serão transferidos mais R$ 12 milhões (R$ 5 milhões da Ebserh/MEC e R$ 7 milhões da UFGD).
         "Além desses valores, vamos continuar trabalhando, junto com a bancada, pela viabilização de recursos suplementares, tendo em vista que se trata de uma obra que, em sua totalidade, demandará investimentos de aproximadamente R$ 50 milhões", explica Geraldo Resende. "O HMC é uma obra que sonhamos há vários anos, para atender uma região de mais de 30 municípios e uma população aproximada de 800 mil habitantes e que trará um salto de qualidade no atendimento para as mulheres e crianças de toda a região".

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados